Infância & Consumo: Estudos no Campo da Comunicação


O conceito de sociedade de consumo nunca se fez tão presente quanto na atualidade. Não está em jogo apenas o acesso a produtos, mas também a conformação de estilos de vida, valores e subjetividades.

É inegável que esse processo se acelera com a crescente influência da mídia sobre as relações sociais e a forma como organizamos nosso dia a dia. Numa sociedade impulsionada pela informação, cresce a velocidade de circulação de conteúdos e multiplicam-se a mobilidade e os canais que prometem uma vida cada vez mais conectada na rede.

Sob este novo contexto sociocultural, crianças e adolescentes crescem estimulados a perceber o mundo e as relações humanas sob a ótica do mercado. Faz-se necessário, portanto, que os agentes sociais mobilizem esforços para mitigar potenciais impactos negativos sobre o desenvolvimento infantil – o que envolve a aplicação adequada dos marcos regulatórios e a participação ativa da sociedade civil.

No Brasil, o tema tende a ganhar cada vez mais espaço no debate público. Estamos assistindo a um aumento do poder de compra de esferas da sociedade que ao longo da história foram mantidas à margem do mercado consumidor. O que, por um lado, surge como um processo de inclusão do ponto de vista econômico, por outro, torna mais decisiva a discussão sobre a sustentabilidade de um modelo de consumo desordenado.

É nesse debate que se insere a presente publicação, iniciativa da ANDI – Comunicação e Direitos e do Projeto Criança e Consumo do Instituto Alana. Reunindo sete artigos assinados por estudantes de graduação e professores universitários, as páginas a seguir perpassam três grandes temas que mobilizam este debate contemporâneo em todas as regiões do país: Criança, Consumo e Mídia; Desafios para a Autorregulamentação da Publicidade; e A Relação entre a Publicidade e a Expansão do Consumo das Classes C e D no Brasil.

A parceria estratégica entre a ANDI e o Instituto Alana oferece bolsas de estudo para apoiar o desenvolvimento de Trabalhos de Conclusão de Curso (TCCs) defendidos em instituições públicas e privadas de ensino superior em diversos estados do Brasil – uma ação que se insere no âmbito do InFormação – Programa de Cooperação para a Qualificação de Estudantes de Jornalismo, mantido pela ANDI com o apoio do Fórum Nacional dos Professores de Jornalismo (FNPJ).

Com este incentivo, o objetivo das instituições é estimular, no cotidiano das universidades, a discussão sobre temas relacionados ao consumismo na infância e suas consequências. Espera-se, portanto, contribuir para a formação de profissionais que atuem na construção de uma sociedade orientada pela garantia e pelo exercício pleno dos direitos das crianças e dos adolescentes, conforme estabelece o Artigo 227 da Constituição.

http://www.alana.org.br/CriancaConsumo/Biblioteca.aspx?v=4&pub=31

 

download

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.