Ibope Monitor

Fonte: Meio & Mensagem

 

Dados do Ibope sinalizam concentração

Compra de mídia teve crescimento superior entre 10 maiores agências na comparação com a média do mercado

 

Os dados do Ibope Media a respeito dos investimentos em mídia na publicidade brasileira, que não consideraram os descontos concedidos pelos veículos, como faz o ranking Agências e Anunciantes, aponta crescimento de 7% para o mercado em 2012, na comparação com 2011.

No Top Ten, os destaques positivos são o Grupo PPR, com crescimento de 34%, e a DM9DDB, com 25%. As dez grandes tiveram bons volumes de crescimento, com exceção da JWT, que teve queda de 6%.

Os dados indicam maior concentração de mercado. O volume de mídia negociado pelas 10 maiores do ranking de 2012 teve um crescimento de 19% na comparação com 2011, bastante superior à média de 7% do mercado. Entre a 11ª e 40ª colocadas do ranking, o crescimento foi de 13%, ainda assim, acima da média. Consequentemente, as médias e pequenas agências estão negociando menos mídia do que antes.

Confira as variações de volumes movimentados pelas dez maiores: Y&R, com 11%, AlmapBBDO, 16%, Ogilvy, 18%, WMcCann, 17%, Borghi/Lowe, 15%, JWT, -6%, Giovanni+DraftFCB, 19%, DM9DDB, 25%, Africa, 9% e PPR, 34%.

MultiSolution cai, Nova/SB sobe

Considerando-se as 40 maiores do ranking de agências (o critério foi adotado pela grande quantidade de agências que ascenderam às posições entre 41% e 50% do Ibope), a maior redução nos valores de compra de mídia foram, disparados, os da MultiSolution, que caiu 122%, deixando a 15ª posição para a 32ª. Trata-se de um reflexo direto da perda de seu maior cliente, Grupo Itaipava, que migrou para a Y&R. Também tiveram declínios a Havas Worldwide (antiga EuroRSCG), com -36%, Artplan, com -32%, Fisher & Friends, com -21%, e Grey 141, com -21%. Neste último caso, a comparação é entre os dados da agência em 2012 com a soma de Grey e 141 Soho Square, que ainda não haviam promovido a fusão de suas operações em 2011. A Lew´Lara\TBWA também negociou 20% a menos de mídia no período.

Na via oposta, a agência que obteve maior crescimento foi a Nova/SB, com salto de 49%. Depois dela, ficaram My Propaganda, com 42%, a já citada PPR, com 34% e Leo Burnett Tailor Made, com 30%.

Anunciantes com grandes mudanças

No ranking de anunciantes, as grandes variações positivas foram de Hypermarcas, que investiu 40% a mais em mídia, Vivo, que se tornou a sexta maior do mercado com crescimento de 38%, Sky, que ascendeu ao 4º lugar com ampliação de 37%, Caixa, que chegou à terceira colocação com 35%, e Oi, que com os mesmos 35% saltou para 17º. A liderança ainda é das Casas Bahia, embora o anunciante sinta a aproximação da Unilever, que cresceu 15%, contra 4% da líder. As quedas mais sentidas foram de Reckitt Benckiser, com -49%, Cervejaria Petrópolis, com -20%, e HP, com -13%.

Read more: http://www.meioemensagem.com.br/home/comunicacao/noticias/2013/02/06/Ibope-Monitor-sinaliza-maior-concentra–o.html#.URaZ7B1EEuA#ixzz2KQk8d6Pt

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.