Ibope deve ganhar concorrente de peso

Fonte: Adnews
Empresa alemã deve fazer frente a Ibope

Desta vez parece que o Ibope vai mesmo ganhar um concorrente de peso na medição da audiência na televisão brasileira. De acordo com a jornalista e especialista em TV, Keila Jimenez, as negociações do instituto de pesquisa  alemão GfK com emissoras abertas brasileiras já estão avançadas.

 

Band e Globo já ouviram as propostas mais ainda não se posicionaram a respeito. Ainda de acordo com a coluna, os diálogos do GfK com canais e agências de publicidade, iniciados em 2012, estão sendo intermediados por Fabio Wajngarten, sócio do Controle da Concorrência.

 

Cabe lembrar que a GfK é um dos maiores grupos de pesquisa no mundo e atua em mais de cem países. Seu objetivo é aferir audiência nos 16 maiores mercados do Brasil e oferecer uma base de amostragem de cerca de 8.000 domicílios no país, número 35% maior que a do Ibope. O instituto também promete medir audiência de programas gravados pelos espectadores.

 

Essa não é a primeira vez que alguém ameaça o monopólio do Ibope. Em 2001 o SBT, através de Alfonso Aurin, superintendente técnico da emissora na época,  tentou costurar um acordo com a Datanexus, do cientista político Carlos Novaes, para criar um empresa que fizesse a medição de audiência. O projeto ganhou no mercado o apelido de “Alfonsimetro”.

 

Recentemente os números do Ibope foram contestados pelo apresentador da Band José Luiz Datena, em seu programa. “Quero fazer uma pergunta direta pra esses caras do Ibope. Por que tem gente que vai uma vez só pro intervalo comercial e não cai um décimo na pontuação? Aliás não sei como sobrevive, emissoras são comerciais, sobrevivem com comercial…Tem cara que fica 3h sem dar comercial. E os caras vão pro intervalo e não cai 1 ponto. E aí você dá intervalo e cai 5. Qual é a sua, Montenegro?” disse Datena, visivelmente alterado, no ar.

 

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, o presidente do Ibope, Carlos Augusto Montenegro, rebateu as críticas do apresentador do “Brasil Urgente”. “O Datena, por exemplo, é milionário por causa do Ibope. Ele troca de TV por causa dos nossos dados. As pessoas o querem porque ele é capaz, profissional e dá audiência”, afirmou Montenegro.

 

Redação Adnews
Com informações da coluna Outro Canal, da Folha.com

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.