As 17 empresas mais disruptivas do mundo

Inteligência artificiale-commerce, computação em nuvem, redes sociais, internet das coisas, 5G, blockchain e outras tecnologias emergentes estão criando novos modelos de negócios. O setor com empresas mais disruptivas nos próximos anos, segundo a pesquisa Inovação no Setor de Tecnologia, da KPMG, deve ser o e-commerce.

O investimento na área deve aumentar de US$ 3,5 trilhões, realizado em 2019, para US$ 6,5 trilhões em 2023. 

De acordo com a consultoria, isso acontecerá porque as grandes empresas de comércio eletrônico são pioneiras no uso das novas tecnologias, como IA e reconhecimento por voz

Em seguida, na lista de modelos de negócios mais disruptivos, aparecem as seguintes plataformas: redes sociais, meios de pagamento, entretenimento, compartilhamento de caronas, transporte autônomo e setor de hospedagem.

“Assim como as empresas de comércio eletrônico, as companhias de mídia social estão se empenhando em capturar cada vez mais a atenção do consumidor com novas ofertas de serviços como conteúdo exclusivo e original, eventos esportivos ao vivo, realidade virtual e aumentada, serviços educacionais e criptomoedas”

 Dustin Pozzetti, KPMG no Brasil

>>> matéria completa <<<<

Anúncios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.