Análise de Sortimento& Mix de Produtos

Análise de Sortimento& Mix de Produtos

“Um grande leque de opções pode desencorajar consumidores devido ao grande esforço necessário para tomar a decisão. Com isso, consumidores decidem não decidir, e não compram o produto”

Barry Schwartz

 

Quando se pensa na gestão de uma categoria, um dos pontos fundamentais é saber quais os produtos mais adequados para determinada loja.

“Um sortimento adequado é aquele que atende às diferentes demandas dos clientes, oferecendo as principais opções dentro de cada necessidade.”

ECR

 

E definir o sortimento depende da capacidade do varejista entender os clientes, suas necessidades e o clico de vida de marcas e produtos.

75% dos consumidores acham que há tanta variedade de produtos e serviços que é difícil escolher qual a melhor opção

Datamonitor e Marketing Week

 

Após as etapas de avaliação da categoria, definição do papel, estratégias, objetivos e metas, precisamos aprofundar as análises a níveis de SKU para tomar as melhores decisões de sortimento considerando a entrada e saída/ eliminação de novos produtos. Um sortimento reduzido impacta no volume e na imagem, pois o shopper não encontra o que busca e um sortimento amplo, dificulta a escolha e a visualização dos produtos, leva-se mais tempo para escolher e pode haver ruptura dos itens mais vendidos ou aumento do estoque dos itens de baixo giro.

No sortimento ideal deve-se considerar amplitude (número de linhas de produtos “quais”) e profundidade (número de produtos por linhas “quantos”), isso vai depender do tamanho da loja e do plano negócios, como por exemplo:

+ amplitude + profundidade = hipermercados e lojas de departamentos

– amplitude + profundidade = lojas especializadas, lojas de eletrônicos

+ amplitude – profundidade = supermercado pequeno, lojas de desconto

– amplitude – profundidade = lojas de conveniência

 

Indicadores que apoiam as decisões de amplitude e profundidade:

– penetração da categoria

– frequência de compra

– papel  da categoria (destino, rotina, conveniência, sazonal)

– tendência do consumo no mercado

– estratégia da categoria (gerar tráfego, defender território, gerar transação, imagem)

– ciclo de vida da categoria/ marca

– fazer um resumo de todas as mudanças propostas e quantificar o impacto no sortimento

 

O sortimento define a distância que um shopper está disposto a percorrer até a loja e acessar a categoria.

https://goo.gl/AqsQjC

 

Desafios do Sortimento:

– atender às necessidades e preferências dos shoppers

– oferecer as principais opções

– valorizar o giro do estoque e a rentabilidade

Aspectos importantes nas decisões do sortimento:

– segmentar o shopper e suas missões de compra

– formato da loja

– valor para o cliente

– estratégias competitivas frente a concorrência

– disponibilidade de espaço

Informações a serem consideradas na análise do sortimento e definição do mix ideal

– produtos geradores de tráfego

– produtos geradores de lucro

– participação de mercado e tendências

– volume de vendas da loja

– hábitos e perfil de compra

E ainda uma boa dose de Excel e ferramentas para auxiliar nas decisões.

Os benefícios de um bom sortimento envolvem o varejo, a indústria e os shoppers, pois há espaço focado nos itens que vendem mais, melhor gestão do estoque e redução de rupturas, maior giro e rentabilidade e melhor imagem da loja, maior visibilidade dos produtos desejados e maior satisfação do shopper.

 

 

Linkedin

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.