“Da Quinoa ao Bacon: o que norteia as escolhas alimentares dos brasileiros”

“Da Quinoa ao Bacon: o que norteia as escolhas alimentares dos brasileiros” é o mais novo estudo do Instituto QualiBestque contou com a parceria da Consultoria Equilibrium.

O estudo realizado em 2017 se aprofunda na discussão sobre saudabilidade e mostra que o tema está no discurso do brasileiro, independente de classe social, idade ou região do país.

A pesquisa ouviu mais de 800 pessoas no Brasil e utilizou um conjunto de técnicas de pesquisa qualitativa e quantitativa, através de abordagens online.

Quais foram os principais achados?

  • 15% dos entrevistados se declara “Não Saudável”
  • 12% dos entrevistados se declara “Saudável”
  • e 73%, a maioria, está em um grupo que oscila, ou seja, hora se aproxima dos valores e comportamentos dos não saudáveis e hora dos saudáveis

Além disso, os consumidores acreditam que alimentar-se de forma saudável traz mais desafios: 75% das pessoas acham que alimentos saudáveis são mais caros, 57% acreditam que alimentar-se de forma saudável exige mais tempo e dedicação e 45% acreditam que os produtos saudáveis não podem ser industrializados.

Um dado muito revelador é de que a maioria do grupo dos “não saudáveis” acredita que alimentos saudáveis não são gostosos. Observa-se portanto que ainda permanece a dicotomia entre Prazer e Saudabilidade na relação com os alimentos, e que a questão do sabor continua afastando uma parcela da população dos alimentos que ela própria considera mais saudáveis.

 

>>> estudo aqui <<<

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.