Os Influenciadores – Quem Brilha na Tela dos Brasileiros


Em sua terceira edição, o estudo Os Influenciadores – Quem Brilha na Tela dos Brasileiros, realizada pela Provokers para o Google e Meio & Mensagem, traz novos insights sobre as figuras públicas nas quais os jovens brasileiros mais se espelham. Pela primeira vez o topo do ranking é ocupado por alguém que nasceu no digital: Whindersson Nunes, dono do maior canal de YouTube do Brasil em número de inscritos, atualmente na casa dos 22 milhões. Como no ano anterior, youtubers e celebridades nascidas na TV dividem meio a meio as 20 posições das personalidades mais influentes.

Apesar da manutenção de muitos nomes, a variação de posições foi intensa na comparação com 2016, com alguns nomes fora do top 20. Entre eles, celebridades que seguiram muito ativas e com base de fãs crescente, como Luba, Leon e Nilce, Danilo Gentili e Luciano Huck (primeiro lugar do ano passado). Época e contexto influem, mas principalmente uma grande mudança na metodologia, transformando o relatório de 2017 em um levantamento praticamente novo.

Manteve-se a busca por personalidades de vídeo digital e televisão (aberta e paga), exceto atletas, músicos e outras atividades de presença errática em telas. O demográfico é novo, com homens e mulheres de 14 a 34 anos em vez de adolescentes até 17 anos, como nas edições anteriores. São 2,5 mil jovens das classes ABC das regiões Sul, Sudeste e Nordeste, amostra 150% maior que nos anos anteriores. A coleta de dados também foi ampliada de um mês, para quatro (maio a agosto deste ano).

O estudo questiona o que define uma celebridade e quem são essas pessoas no contexto atual de vídeo online e TV no Brasil. Aos participantes, foi levantada uma lista de awareness espontâneo de personalidades e apresentadas as características consideradas mais importantes para a formação de uma celebridade. Os atributos mais valorizados praticamente não se alteram desde o primeiro levan-tamento: originalidade (15%), senso dehumor (14%), autenticidade (12%) e inteligência (10%) são os traços essenciais para uma personalidade ser consi-derada também influenciadora. Na fase seguinte, tais características são cruzadas com uma avaliação de visibilidade paradefinir um vetor de influência, que resulta num score de zero a cem.

A escalada de Whindersson (que não constava no primeiro levantamento, de janeiro de 2016), pode ser decorrente da sua ampla exposição. Tem levado, afinal, seu show de standup por diversas cidades do Brasil e até Estados Unidos, além de participar de programas de televisão, campanhas publicitárias e videoclipes de artistas famosos. Mas é fruto, principalmente, de seu talento para humor e negócios. “O conteúdo do Whindersson conversa com pessoas mais velhas e não está resumido a questões teen, é mais universal e por isso mais pessoas conseguem se relacionar de forma universal com ele”, diz Bia Granja, cofundadora e diretora criativa do YouPix. “A visibilidade dele tem mais a ver com a universalidade do conteúdo do que estar ou não na TV.” Atestando que as qualidades são dos criadores e não dos formatos que utiliza, João Pedro Carvalho Motta, diretor de tecnologia da BR Media Group, acredita que Whindersson seria hoje uma supercelebridade “mesmo se estivesse somente na televisão.”

 

Fonte: Meio& Mensagem

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s